Páginas

Curta a Nossa Fan Page No Facebook
Curta nossa página no Facebook e fique por dentro em primeira mão... Notícias, Dicas de Eventos, Curiosidades, Notas de Utilidade Pública e Muito Mais! De janeiro a janeiro, o ano inteiro com você! Portal da Praia Farol de São Thomé - www.praiafaroldesaothome.com.br - “A gente se encontra aqui!"

quarta-feira, 28 de março de 2018

10 fatos históricos e ações pioneiras em Campos dos Goytacazes, que completa 183 anos como município

Foto Reprodução G1
A cidade de Campos dos Goytacazes, a mais populosa do interior do Rio, com população estimada de 490.288​ pessoas em 2018, completa 183 anos de elevação de vila à categoria de cidade nesta quarta-feira (28).

As terras dos índios goitacazes começaram a ser colonizadas pelos portugueses em 1627, com a chegada dos "sete capitães". Pertenceu à capitania de São Thomé e se tornou, 50 anos depois, no dia 29 de maio, a Vila de São Salvador dos Campos. Em 1833, foi criada a Comarca de Campos e, em 28 de março de 1835, a vila foi elevada à categoria de Cidade com o nome de Campos dos Goytacazes, dando início ao progresso na região.
Imagem aérea do Centro de Campos atualmente
(Foto: Divulgação/Prefeitura de Campos)
Dos índios aos tempos atuais

Campos foi fundada como Vila de São Salvador dos Campos em 1677, há 340 anos. Mas em 28 de março de 1835 se tornou cidade com o nome de Campos dos Goytacazes. O nome da município faz referência aos índios que viviam na região.
Ossos recolhidos do sítio arqueológico do Caju, em Campos dos Goytacazes
(Foto: Priscilla Alves/G1)
A cultura do índio Goytacá começou a ser mais conhecida na cidade após as décadas de 60, 80 e 90, quando foi descoberto em Campos um sítio arqueológico com ossadas e cerâmicas dos índios.

O sítio arqueológico do Caju fica próximo de onde atualmente funciona o Cemitério do Caju.

A historiadora e gerente do Museu Histórico de Campos, Graziela Escocard, explicou que a data em que se comemora a elevação de Campos à categoria de cidade também é importante para desmistificar a idade de Campos.

“Na verdade, Campos comemora no dia 28 de março a elevação à categoria de cidade, mas muitos historiadores apontam como marco da Vila de São Salvador a instalação da Câmara Municipal em 1677, no dia 29 de maio. A partir deste registro, podemos constatar que Campos possui mais de 340 anos”, informa.

Tamanho e importância

Com uma área total de 4.026,70 quilômetros quadrados, a maior do estado segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Campos já foi ainda maior. Em seus dias de vila, chegou a ocupar quase todo o Norte e Noroeste do Rio.

Com o passar dos anos, vários territórios foram virando municípios. Durante os anos 80, quatro distritos de Campos se tornaram as cidades de Italva e Cardoso Moreira. A partir de então, não houveram mais mudanças territoriais.

Atualmente, Campos tem 14 distritos e mais de 150 bairros. Além da extensão terriorial, o pionerismo também chama atenção na história da cidade.

10 fatos históricos e ações pioneiras

1. Há 1.500 anos a região era habitada pelo índio Goytacá, que era cabeludo, alto e bravo. Difíceis de serem domesticados, houve uma grande chacina pelos colonizadores, que contaminaram os índios com roupas infectadas. Os poucos que sobraram fugiram ou foram domesticados, segundo historiadores.

2. Onde é o Cemitério do Caju, antes havia um lago e os índios tinham o hábito de enterrar os mortos em urnas em volta de lagoas.

3. Ainda enquanto Vila, idade de Campos pode ultrapassar os 340 anos;

4. Foi a primeira cidade da América Latina a ter luz elétrica;

5. Teve o terceiro jornal mais antigo do Brasil, o Monitor Campista, encerrado em 2009;

6. Tem a livraria mais antiga do Brasil, ainda em atividade, e que completa 174 anos em junho de 2018;

7. Campos recebeu quatro vezes o imperador D. Pedro II.

8. Teve o campista Nilo Peçanha na Presidência da República e alguns representantes no Governo Estadual.

9. A economia do município foi pautada pela cultura da cana-de-açúcar durante boa parte de sua história, o que só mudou com a descoberta do petróleo na Bacia de Campos em 1977.

10. Com o início da exploração do petróleo, a economia do município passou por mudanças e Campos passou a ser uma das maiores recebedoras de royalties de petróleo do país.​
Livraria de Campos, ainda em atividade, é a mais antiga do Brasil
(Foto: Divulgação/Prefeitura de Campos)
Comemoração na cidade

A data será comemorada com um hasteamento de bandeiras ao som dos hinos Nacional e municipal na sede da Prefeitura.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe-nos Sua Mensagem! Seja Sempre Bem Vindo(a)!

| Notícias |

| DESTAQUE |

Petrobras recebe inscrições para patrocínio a projetos ambientais e sociais

Divulgação A Petrobras lança edição 2018 da Seleção Pública de projetos sociais e ambientais do Programa Petrobras Socioambiental.

| Leia Também |

Você Conhece a História do Monumento do Farol? Assista!

| Sua mensagem aqui |

Enviar sua mensagem click AQUI
As mensagens são moderadas e passarão por análise antes de sua publicação.