• Notícias

    Presa quadrilha que usava nome do Porto do Açu para roubar caminhões

     

    Divulgação

    Policiais militares da P2 do 8º BPM e GAT I prenderam nesta quarta-feira (17), em Campos, quatro integrantes de uma quadrilha que se passava por uma empresa que alugava caminhões para prestar serviço para o Porto do Açu. Os caminhões seriam levados para outras cidades, quando a P2 de Campos descobriu e recuperou os veículos. As prisões aconteceram no Parque Leopoldina e no Parque Santo Amaro, em Campos. De acordo com a polícia, o chefe da quadrilha fazia os contatos de dentro do presídio e se passava por gerente da suposta empresa. 

    Segundo a polícia, a primeira a vítima teve seu caminhão Prancha Agrale de cor branca furtado por meio da prática do estelionato no dia 18 de fevereiro. Nas negociações, o estelionatário alegava que se tratava de uma empresa de aluguéis de caminhões, prometendo pagar um valor irrecusável, dizendo que os veículos seriam utilizados na prestação de serviços para o Porto do Açu, em São João da Barra. Assim, o proprietário entregava o caminhão e os estelionatários despareciam com o veículo e o revendia com preço muito abaixo do mercado. 

    A vítima ficava a espera do pagamento combinado para 30 dias após o acordo, e neste período os criminosos ganhavam tempo sem que o veículo tivesse restrição no sistema de consulta. 

    INVESTIGAÇÃO E FLAGRANTE - Ocorre que, após levantamentos da polícia, foi observado na rua Professor Edgar Machado, no Parque Leopoldina, um caminhão Ford Cargo de cor vermelha, local onde uma das vítima havia negociado seu veículo. As equipes (P2 do 8º BPM e GAT I) foram informadas que um homem havia deixado o caminhão no local e saído em um veículo de aplicativo. 

    Durante campana, os policiais avistaram o acusado G.P.M., de 35 anos (anotações por porte ilegal de arma, tráfico de drogas, receptação, roubo, furto, uso de drogas, falsidade ideológica, quadrilha/bando). Ele conduzia um caminhão Ford Cargo de cor prata e ao ser abordado informou que receberia a quantia de R$ 800 para pegar o veículo indicado por outro acusado identificado como C.M.S.J., de 48 anos, que encontra-se preso em Campos (anotações por porte ilegal de arma, roubo, homicídio, roubo de veículo), tendo que levar a outro local indicado por outra parte da quadrilha de Minas Gerais. Segundo a polícia C. mantinha contato com as vítimas estando dentro do presídio e se passando por gerente da suposta empresa. 

    Ainda de acordo com a polícia, G. levaria os caminhões para serem entregues a outros três homens que estariam vindo de Minas Gerais. Eles foram identificados como A.F. DE P., de 51 anos - J.C.DE S. L., de 53 e L.H.DE S. R., de 22 anos, todos sem antecedentes criminais. O trio foi encontrado em um posto de combustíveis, na Avenida 28 de Março, no Parque Santo Amaro. Durante a abordagem, eles informaram que tinham comprado os caminhões da quadrilha, dentre eles o caminhão Prancha, furtado em fevereiro, que estaria em Ubá/Minas Gerais. 

    Todos os envolvidos (vítimas e acusados - sendo um da Penha e outros três de Muriaé/MG) foram levados para a 134ª DP, onde após registro do fato, dois veículos foram devolvidos e os acusados autuados e presos.










    Fonte: Campos 24 Horas

    Nenhum comentário

    Deixe-nos Sua Mensagem! Seja Sempre Bem Vindo(a)!