• Notícias

    GGL de Farol participa de audiência pública para debater planos de meta 2017/2020

    Fotos NEA-BC
    Na noite de segunda-feira (17), a superintendência de Planejamento realizou, na sede da Representação Regional - Norte da Firjan, audiência Pública de apresentação do Plano de Metas do quadriênio 2017/2020. Acessibilidade, Habitação, Mobilidade e Saneamento foram os temas abordados e apresentados durante a audiência.

    O Grupo Gestor Local - GGL de Farol de São Thomé marcou presença e levou as demandas do Farol em questão da mobilidade, saneamento e iluminação pública. Após a apresentação do plano, foi aberto o debate e os membros do grupo lançaram suas perguntas e questionamentos. A AML (Assistente de Mobilização e Logística) Izabela, levantou a questão da falta de transporte para a comunidade do Terminal Pesqueiro, que se encontra sem assistência do poder público, e portanto, sem acesso a outras políticas públicas, questionou também a licitação de duas circulares (que não circulam), e sobre o plano de mobilidade. O responsável do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) Renato Siqueira, respondeu aos questionamentos e convidou o grupo para uma reunião a fim de resolver esses problemas.

    O GGL Alexandre levantou a questão do plano municipal de saneamento básico e qual seria a ação a ser realizada para o Farol, já que não existe saneamento na comunidade. 

    O responsável pela EMHAB (Empresa Municipal de Habitação) Victor Montalvão respondeu aos questionamentos, admitindo que a questão do saneamento básico no Farol é precária, citou a Vila dos Pescadores como exemplo de um constante problema de entupimento das fossas sépticas que alagam todo o local com esgoto, e a GGL Rosângela, moradora da Vila, reafirmou essa situação  questionando o que será feito, sendo dito pelo responsável da EMHAB, que está sendo planejada uma estação de tratamento de esgoto para a comunidade, mas que por enquanto, o que se pode fazer de imediato é resolver os problemas de entupimento das fossas.

    A GGL Claudia questionou se há alguma solução para o descarte das vísceras do pescado, que é uma situação grave na comunidade, e o Victor se dispôs a se reunir com o grupo e os pescadores, a fim de buscar soluções para esses problemas de saneamento.

    O GGL Arthur Caetano perguntou como será feito as trocas de lâmpadas na iluminação pública e de onde sairá a verba. Argumentou sobre os códigos de identificação dos postes, localização das ruas e a demora nos atendimentos. O Superintendente de Iluminação Pública, Daniel Duarte, esclareceu as dúvidas dizendo que a prioridade agora é atender as ocorrências de lâmpadas queimadas, que são muitas, e que já começaram a implantar as lâmpadas de Led nas repartições públicas. Falou sobre os códigos e os atendimentos, que após sanadas essas emergências, serão feitos em até 72 horas.

    A audiência foi muito importante para o grupo levar as demandas do Farol e receber um retorno do poder público, que se disponibilizou a receber os GGL e buscar soluções para esses problemas. 

    A luta continua e o Grupo está cada vez mais forte e preparado para lutar por uma sociedade justa e com qualidade de vida pra todos!



    NEA-BC

    Nenhum comentário

    Deixe-nos Sua Mensagem! Seja Sempre Bem Vindo(a)!