Páginas

Curta a Nossa Fan Page No Facebook
Curta nossa página no Facebook e fique por dentro em primeira mão... Notícias, Dicas de Eventos, Curiosidades, Notas de Utilidade Pública e Muito Mais! De janeiro a janeiro, o ano inteiro com você! Portal da Praia Farol de São Thomé - www.praiafaroldesaothome.com.br - “A gente se encontra aqui!"

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Procon alerta: golpe do “catálogo telefônico”

A prática é antiga, mas sempre retorna e acaba lesando os consumidores de boa fé

A Secretaria de Defesa do Consumidor (Procon-Campos) alerta a população para os novos casos do “golpe do catálogo telefônico”, que volta a acontecer no município. A prática é antiga, mas sempre retorna e acaba lesando os consumidores de boa fé. O golpe é crime contra a relação de consumo, tendo seus responsáveis que responder criminalmente pelos atos praticados.

As reclamações que já chegaram ao Procon dão conta que “operadores” da empresa entram em contato com os clientes solicitando a atualização dos dados cadastrais e enviam um fax pedindo a confirmação dos dados e a assinatura do fornecedor, sem nenhum custo.

Após muita insistência dos “vendedores” e das ofertas vantajosas, os proprietários ou algum de seus funcionários, mesmo não autorizados, acabam aderindo à proposta. Dentro de poucos dias o consumidor recebe um boleto para pagamento do serviço, que na verdade não solicitou.

Quando a fatura de pagamento chega ao cliente é que ele percebe que foi enganado. O Código de Defesa do Consumidor em seu artigo 31º, estipula que a oferta e a apresentação de produtos ou serviços devem assegurar informações corretas, claras, precisas, ostensivas, de modo a não induzir o consumidor em erro.

Além de enganarem seus consumidores, é de praxe esses meliantes ameaçar os comerciantes, pressionando-os com a possibilidade de incluí-los nos cadastros restritivos de crédito (SPC e Serasa).

De acordo com a secretária de Defesa do Consumidor, Rosangela Tavares, os consumidores só devem informar seus dados para empresas reconhecidamente idôneas, com quem já tenham trabalhado e, portanto, merecedoras de respeito. Quando não tiverem convicção sobre com quem estão contratando, o cuidado deve ser redobrado. 

- Precisamos ser mais críticos na hora de fazermos qualquer tipo de contrato, principalmente quando não presenciais. Essas empresas aproveitam da boa fé dos consumidores. Após lesarem uma grande quantidade de clientes, elas se deslocam para outras regiões – detalha Rosangela.

O golpe é difícil de ser investigado, pois os maus fornecedores não deixam informações que possam identificá-los. “Para certificar-se da veracidade das informações, os consumidores devem anotar o nome, RG e CPF do vendedor e também o nome, endereço, telefone de contato e CNPJ da empresa em que trabalha”, alerta a secretária.

O Procon de Campos orienta os consumidores que não efetuem o pagamento, reúnam o maior número de documentos enviados pela empresa ou seus vendedores e façam a denúncia imediatamente na delegacia de polícia. Os consumidores também poderão tirar suas dúvidas pelos telefones do Procon: 27256474, 27256484, 27256494,  151 ou pelo site do órgão (www.procon.campos.rj.gov.br) .








Campos 24 Horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe-nos Sua Mensagem! Seja Sempre Bem Vindo(a)!

| Notícias |

| DESTAQUE |

Petrobras recebe inscrições para patrocínio a projetos ambientais e sociais

Divulgação A Petrobras lança edição 2018 da Seleção Pública de projetos sociais e ambientais do Programa Petrobras Socioambiental.

| Leia Também |

Você Conhece a História do Monumento do Farol? Assista!

| Sua mensagem aqui |

Enviar sua mensagem click AQUI
As mensagens são moderadas e passarão por análise antes de sua publicação.