• Notícias

    Família reconhece como sendo Kamylli corpo encontrado no Açu

    Foto N.U
    A família da pequena Kamylli Rodrigues, de 7 anos, reconheceu o corpo, que foi encontrado boiando na praia do Açu, em São João da Barra, na noite desta terça-feira (21). Kamylli foi encontrada por militares que percorriam a costa da região. Mais cedo, o pai da criança já havia feito o reconhecimento. A menina desapareceu no mar do Farol de São Thomé nesse domingo (19). Desde o incidente, equipes do Corpo de Bombeiros de Campos trabalhavam para encontrar a criança, com auxílio da Marinha.

    O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Campos, onde passará por perícia, para ser liberado para sepultamento.  

    No IML, bastante emocionado, o avô de Kamylli, Sergio Rodrigues, falou sobre os sonhos da pequena. "Ela era minha companheira de dança. E agora? Quem vai dançar comigo? Sempre falou para mim que queria ser bailarina. Uma neta maravilhosa, extremamente carinhosa. Realmente vai ser muito difícil ficar sem ela aqui. Mas que Deus conforte o nosso coração", afirmou o avô e padrinho da menina, Sergio Rodrigues.

    Em nota, a Marinha informou que:

    A Marinha do Brasil, por meio do Comando do 1° Distrito Naval, informa que, na tarde desta terça-feira (21), foi encontrado no mar, nas proximidades da Praia do Açu, em São João da Barra (RJ), o corpo de uma criança, que foi encaminhado ao IML para identificação.

    As buscas foram iniciadas no dia 19, quando a Agência da Capitania dos Portos de São João da Barra (AgSJBarra) tomou conhecimento do desaparecimento de uma criança na Praia do Farol de São Thomé, em Campos dos Goytacazes.

    Durante três dias, a MB conduziu uma Operação de Busca e Salvamento em que foram empregadas uma lancha e uma motoaquática da Ag.SJBarra, o Navio-Patrulha Oceânico “APA”, o Aviso Patrulha “Anequim” e uma Aeronave UH-15, que fizeram uma varredura na região do litoral norte fluminense.

    A MB lamenta o ocorrido e se solidariza com a família da vítima. A Marinha informa ainda que disponibiliza o número 185 para emergências marítimas.




    Fonte: Folha 1 | JTV

    Nenhum comentário

    Deixe-nos Sua Mensagem! Seja Sempre Bem Vindo(a)!