Últimas Notícias

Conselho Tutelar orienta sobre cuidados extras com as crianças no Carnaval

Colocar uma pulseirinha de identificação na criança, onde contenham informações como o nome dela e dos pais, telefone de contato dos responsáveis e tipo sanguíneo, é uma das alternativas.
Foto: Reprodução
Todas as festas e locais que reúnem grandes aglomerações, a exemplo do Carnaval, exigem atenção redobrada daqueles que estão acompanhados de crianças, principalmente as menores, que se perdem com mais facilidade. Seja na praia ou na cidade, existem alguns cuidados extras que podem ser adotados em relação aos pequenos, para que imprevistos não acabem com a folia antes da hora. O Conselho Tutelar (CT) dá algumas dicas sobre como agir preventivamente e também sobre o que fazer caso uma criança se perca.

Colocar uma pulseirinha de identificação na criança, onde contenham informações como o nome dela e dos pais, telefone de contato dos responsáveis e tipo sanguíneo, é uma das alternativas apontadas como positivas pelo CT. Outra medida que funciona é treinar a criança para que ela saiba passar informações básicas como seu nome, o dos pais e até um ponto de referência que ajude a localizar a sua casa.

“A primeira coisa fundamental é não desgrudar o olhar da criança por um minuto sequer. Esta é a melhor forma de evitar desaparecimento, por exemplo. Mas, sabemos que ainda assim, o imprevisto pode acontecer. Num caso desse, a pulseirinha e o treinamento podem ajudar. Sei que algumas pessoas não adotam a pulseirinha com medo de que haja trotes. Mas, é preciso pensar também que numa ocorrência de desaparecimento as informações nela contidas podem ser muito úteis. Eu indico a utilização”, explicou a conselheira tutelar Renata da Conceição.

Outra dica de Renata diz respeito a como proceder caso você encontre uma criança desaparecida. “Procure pela Polícia Militar ou a Guarda Civil Municipal e narre o ocorrido. Neste primeiro momento, caberá à PM ou à GCM realizar as primeiras buscas. E, na maioria das vezes, o resultado é positivo. Não me recordo de em Campos termos recebido no Conselho Tutelar uma criança desaparecida durante o Carnaval. Mas lembro do caso de uma criança que desapareceu no Farol de São Thomé, foi entregue à PM e resgatada pela mãe no Departamento de Policiamento Ostensivo (DPO) da localidade”, lembrou.

Supcom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe-nos Sua Mensagem! Seja Sempre Bem Vindo(a)!

Portal do Farol | Designed by F.H. | TecnologiaTemplateism.com | Todos os direitos reservados. Copyright © 2019

Imagens de tema por MichaelJay. Tecnologia do Blogger.
Published By Gooyaabi Templates