sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Inea combate crimes ambientais e aplica multas no Farol

 Divulgação
Neste verão, 120 ninhos de tartarugas foram depredados pela presença dos veículos e de animais domésticos

Uma fiscalização realizada pela equipe do Parque Estadual da Lagoa do Açu, administrado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea) nesta quinta-feira (18/02), resultou em diversas autuações por infração ambiental, além de multas de trânsito, para veículos que trafegavam ou estavam estacionados em faixa de areia no Farol de São Thomé.

A ação teve como objetivo proteger os ninhos de tartarugas marinhas e a vegetação nativa. Neste verão, 120 ninhos de tartarugas foram depredados pela presença dos veículos e de animais domésticos. Os motoristas dos demais veículos, que circulavam fora da faixa de areia, receberam folder explicativo, que destaca a importância da preservação do parque, e uma sacola biodegradável para levar o lixo até a lixeira mais próxima.

A operação contou com apoio da Guarda Civil Municipal, Guarda Ambiental de Campos e da Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm) do Parque Estadual do Desengano. O Inea intensifica a fiscalização no parque nesta época do ano quando há um aumento considerável de banhistas na unidade de conservação e, consequentemente, de infrações, mesmo com o trabalho de monitoramento permanente.

Desde a criação do parque, em 2012, o Inea promove ações de monitoramento, informação e conscientização sobre os danos causados pelo tráfego de veículos em faixa de areia, principalmente no interior do parque, uma unidade de conservação de proteção integral. As ações para coibir o tráfego na área mencionada contam com apoio das prefeituras de Campos e de São João da Barra, e já levaram à proibição do trânsito de qualquer veículo na faixa de areia da praia do Farol de São Thomé até a divisa com o Estado do Espírito Santo.

A regulamentação para o trânsito na faixa de areia para a região existe desde 1995, por meio da portaria IBAMA, nº10. O tráfego é liberado apenas para carros oficiais e de órgãos públicos quando em exercício de atividades. Com área total aproximada de 8.251,45 hectares que abrange partes dos municípios de Campos e São João da Barra, o Parque Estadual da Lagoa do Açu tem, dentre outros objetivos, assegurar a preservação de parte de um dos mais ricos e bem preservados remanescentes de vegetação de restinga do Estado do Rio de Janeiro, além de recuperar as áreas degradadas existentes, garantindo a preservação de áreas úmidas remanescentes no litoral norte fluminense, especialmente da Lagoa do Açu e o banhado da Boa Vista.






Secom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe-nos Sua Mensagem! Seja Sempre Bem Vindo(a)!

| Notícias |

Curta a Nossa Fan Page No Facebook
Curta nossa página no Facebook e fique por dentro em primeira mão... Notícias, Dicas de Eventos, Curiosidades, Notas de Utilidade Pública e Muito Mais! De janeiro a janeiro, o ano inteiro com você! Portal da Praia Farol de São Thomé - www.praiafaroldesaothome.com.br - “A gente se encontra aqui!"

| DESTAQUE |

Garoto e Garota Farol 2018: inscrições começam em outubro

Divulgação As inscrições para o concurso Garoto e Garota Farol 2018 serão abertas no próximo dia 2 de outubro e seguem até 1º de novem...

| Geral |

| Leia Também |

Você Conhece a História do Monumento do Farol? Assista!

| Sua mensagem aqui |

Enviar sua mensagem click AQUI
As mensagens são moderadas e passarão por análise antes de sua publicação.