Páginas

Curta a Nossa Fan Page No Facebook
Curta nossa página no Facebook e fique por dentro em primeira mão... Notícias, Dicas de Eventos, Curiosidades, Notas de Utilidade Pública e Muito Mais! De janeiro a janeiro, o ano inteiro com você! Portal da Praia Farol de São Thomé - www.praiafaroldesaothome.com.br - “A gente se encontra aqui!"

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Justiça avalia liberdade do empresário Ralph, acusado de tortura

(Foto: divulgação MP)
O juiz Paulo Assed assumiu o andamento do processo no período em que o titular da 3ª Vara Criminal está de férias

O juiz Paulo Assed, diretor do Fórum Maria Tereza Gusmão, em Campos, avalia o segundo pedido de liberdade feito pela defesa do empresário Ralph Gomes de Azevedo, 34 anos. 

Ralph e o amigo Adriano Piedade, 35, são acusados de torturar três adolescentes na praia do Farol de São Thomé, em Campos, e estão presos na Casa de Custódia, na cidade.

A mudança nas rédeas do processo está ligada às férias do juiz titular da 3ª Vara Criminal, responsável pela ação judicial. De acordo com Assed, ele responderá pela 3ª vara durante o mês de agosto e, consequentemente, estará à frente deste processo.

Segundo Assed, o pedido de revogação da prisão de Ralph foi feito no fim da semana passada e, imediatamente, foi enviado ao Ministério Público para que fosse dado o parecer. “No processo, duas partes  estão discutindo estar com a razão: a defesa dos réus e a acusação do Ministério Público. O réu defende sua soltura e o MP os acusa do crime e, por isso, deve dar seu parecer sobre esse pedido de liberdade. Independente da posição de cada um, o juiz é quem decide”, frisou.

O juiz lembrou que este foi o segundo pedido de liberdade feito pela defesa de Ralph. O primeiro foi negado pelo titular da 3ª vara, no dia 30 de julho. Na ocasião, o juiz alegou que “não há nenhuma modificação fática ou jurídica para se decretar a liberdade do acusado Ralph, e a custódia cautelar do réu é imperiosa para resguardo da lisura da instrução criminal”.

Segundo Assed, após o pronunciamento do MP sobre o segundo pedido de liberdade, ele decidirá o mais breve possível sobre a soltura ou não do réu. “Minha decisão deverá sair rápido até para que haja tempo de uma das partes insatisfeitas recorrer ”, afirmou.

O crime aconteceu no dia 26 de junho de 2013.  Segundo a denúncia oferecida pela Segunda Promotoria de Investigação Penal (PIP), Ralph e Adriano torturaram os adolescentes porque suspeitaram que eles furtaram material de construção em uma obra feita pela construtora de Ralph. Segundo o MP, as vítimas foram levadas para uma área deserta da praia, ameaçadas e torturadas até confessar que praticaram o crime.

Os acusados estão presos desde o dia 22 de julho por um mandado de prisão preventiva. Na ocasião, na casa de Ralph, agentes do Grupo de Apoio à Promotoria (GAP) apreenderam uma pistola calibre 380.







Jornal Terceira Via

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe-nos Sua Mensagem! Seja Sempre Bem Vindo(a)!


6, 7, 8, 9 - 14, 15 e 16 de Setembro CLICK e SAIBA MAIS!

| Notícias |

| DESTAQUE |

FESTIVAL DE PETISCOS - Shows e o Melhor do Entretenimento nesta 6ª Edição

Cópia sem dar os devidos CRÉDITOS, é  Crime de Violação aos Direitos Autorais no Art. 184 – Código Penal e estará sujeito a ações legais. ...

| Leia Também |

Você Conhece a História do Monumento do Farol? Assista!

| Sua mensagem aqui |

Enviar sua mensagem click AQUI
As mensagens são moderadas e passarão por análise antes de sua publicação.