sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Campos em alerta de surto de dengue, zika e chikungunya

Divulgação
O verão, como tem grande movimento de pessoas, uma programação especial para o Farol de São Thomé (única praia campista), vai começar nos dias 6, 7 e 8 de janeiro e segue até 19 de fevereiro, com carros fumacês e mutirões”, pontuou o coordenador informando que cerca de 150 agentes irão trabalhar na praia campista.

O município de Campos está entre as 20 cidades do estado do Rio de Janeiro em situação de alerta ou risco de surto de dengue, zika e chikungunya para o próximo ano. A informação veio após o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) de 2016, realizado pelo Ministério da Saúde, em conjunto com os municípios.

Em Campos, o índice de infestação apontado no último LIRAa, realizado em outubro, é de 1,4%, o que coloca o município em médio risco. 

O coordenador do Programa Municipal de Combate a Dengue no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), em Campos, Claudemir Barcelos da Silva, explicou que esse levantamento [LIRAa] é feito quatro vezes ao ano no município, e, de acordo com o índice apontado, são determinadas as ações a serem realizadas no município.

“A partir do ano que vem a gente tem umas metas determinadas pelo Ministério da Saúde, onde vamos ter que fazer um trabalho de rotina na cidade. O verão, como tem grande movimento de pessoas, a gente fez uma programação especial para o Farol de São Thomé (única praia campista), que vai começar nos dias 6, 7 e 8 de janeiro e segue até 19 de fevereiro, com carros fumacês e mutirões”, pontuou o coordenador informando que cerca de 150 agentes irão trabalhar na praia campista. 

REDUÇÃO NOS CASOS CONFIRMADOS DE DENGUE EM CAMPOS

Claudemir também informou que este ano houve uma redução muito grande, cerca de 70%, dos casos confirmados de dengue em relação a 2015. “Esse ano, em 9.516 casos suspeitos, nós tivemos 1.204 confirmados, enquanto que no ano de 2015 foram quase 4.131 casos confirmados de dengue”. 

Com relação à zika, em 2016 foram registrados 5.327 casos suspeitos da doença, com 38 casos confirmados, sendo 36 em gestantes. Já chikungunya, foram 95 casos suspeitos, sendo que houve cinco importados e 36 local confirmados.

CRIADOUROS - Os depósitos de água, como tonéis, tambores e caixas d’água, foi o principal tipo de criadouro na região Nordeste e Sul. Já o depósito domiciliar, categoria em que se enquadram vasos de plantas, garrafas, piscinas e calhas, predominou na região Sudeste. Nas regiões Norte e Centro-Oeste, o lixo foi o depósito com maior número de focos encontrados.

CAMPANHA – A nova campanha do Ministério da Saúde, de conscientização para o combate ao mosquito, chama a atenção para as consequências das doenças causadas pela chikungunya, zika e dengue, além da importância de eliminar os focos do Aedes. “Um simples mosquito pode marcar uma vida. Um simples gesto pode salvar” alerta a campanha, que  será veiculada na TV, rádio, internet, redes sociais e mobiliários urbano (ponto de ônibus, outdoor) no período de 24 de novembro a 23 de dezembro. Foram investidos R$ 10 milhões na campanha.



Ururau

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe-nos Sua Mensagem! Seja Sempre Bem Vindo(a)!

| Notícias |

Curta a Nossa Fan Page No Facebook
Curta nossa página no Facebook e fique por dentro em primeira mão... Notícias, Dicas de Eventos, Curiosidades, Notas de Utilidade Pública e Muito Mais! De janeiro a janeiro, o ano inteiro com você! Portal da Praia Farol de São Thomé - www.praiafaroldesaothome.com.br - “A gente se encontra aqui!"

| DESTAQUE |

2ª Etapa do Circuito Surf Farol acontece sábado e domingo na praia campista

2ª Etapa do Circuito Surf Farol 2017, acontecerá dias 19 e 20 de agosto,  trazendo em sua programação: luau, música boa e cine surf.

| Geral |

| Leia Também |

Você Conhece a História do Monumento do Farol? Assista!

| Sua mensagem aqui |

Enviar sua mensagem click AQUI
As mensagens são moderadas e passarão por análise antes de sua publicação.