quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Ajude a preservar as tartarugas marinhas, jogue o lixo no lixo

Fotos: Cadu Amorim
De acordo com o monitoramento feito pela equipe do Projeto Tamar da Bacia de Campos, única entidade que cuida de animais marinhos no Farol, o número de tartarugas encalhadas na região com interação com lixo vem aumentando significativamente.

O Projeto Tamar foi criado em 1980 e hoje é reconhecido internacionalmente como uma das mais bem sucedidas experiências de conservação marinha e serve de modelo para outros países, sobretudo porque envolve as comunidades costeiras diretamente no seu trabalho socioambiental. 

O TAMAR atua na região norte fluminense desde 1992 e a Base Bacia de Campos, monitora aproximadamente 98 km de praias, abrangendo os municípios de Campos dos Goytacazes, São João da Barra e São Francisco de Itabapoana. O período reprodutivo das tartarugas marinhas fica compreendido entre os meses de setembro e março, e durante estes meses, fêmeas da espécie cabeçuda (Caretta caretta) procuram as praias do litoral norte fluminense para desovar. 

Preocupação com o destino dos lixos

Com a chegada do verão, aumenta o número de pessoas circulando pelas nossas praias, muitas dessas pessoas “limpam” suas residências e o destino de toda essa sujeira são as praias e nossa restinga. Como nossa região tem ventos constantes, todo esse material pode parar dentro d’água. Copo descartável, canudo, embalagens plásticas, sofás, sapatos, camas, colchões e muitos outros detritos são encontrados nas praias do Farol de São Thomé. O lixo gerado pelo homem contrasta com o nosso belo litoral, um dos mais bonitos do país. Mas o problema não fica restrito ao visual das praias. Além de gerar desconforto para os banhistas, todo esse "material" vai para o oceano e atinge diretamente a fauna marinha, principalmente as tartarugas que confundem o lixo com alimento.

De acordo com o monitoramento feito pela equipe do Projeto Tamar da Bacia de Campos, única entidade que cuida de animais marinhos no Farol, o número de tartarugas encalhadas na região com interação com lixo vem aumentando significativamente

Dificilmente as tartarugas que são resgatadas com vida conseguem ser reabilitadas e devolvidas ao mar pelo excesso de lixo encontrado em seu trato digestório. Por isso, o Projeto Tamar pede a colaboração de todos os visitantes e moradores que não despejem seus entulhos ou lixos nas praias e restingas de nossa região.

Outros fatores que, durante o processo de desova, podem colocar as tartarugas marinhas em risco é o excesso de iluminação e trânsito de veículos na praia (Portaria do IBAMA N° 10 e 11 de janeiro de 1995). 

O projeto também desenvolve um trabalho de educação ambiental com as comunidades locais, através de oficinas, palestras, atividades lúdicas e atividades nas escolas municipais, estaduais e particulares. Caso queiram alguma informação sobre este ou outros assuntos relacionados às tartarugas marinhas entre em contato pelo e-mail: baciacampos@tamar.org.br que o Tamar terá o prazer em atendê-los. 

O Projeto Tamar tem como patrocinador oficial a Petrobras.











Tamar Bacia de Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe-nos Sua Mensagem! Seja Sempre Bem Vindo(a)!

| Notícias |

Curta a Nossa Fan Page No Facebook
Curta nossa página no Facebook e fique por dentro em primeira mão... Notícias, Dicas de Eventos, Curiosidades, Notas de Utilidade Pública e Muito Mais! De janeiro a janeiro, o ano inteiro com você! Portal da Praia Farol de São Thomé - www.praiafaroldesaothome.com.br - “A gente se encontra aqui!"

| Geral |

| DESTAQUE |

Motoristas podem agendar vistoria sem pagar o IPVA a partir de terça

Divulgação Motoristas podem agendar, a partir da próxima terça-feira, a vistoria de veículos no site do Detran sem a necessidade de p...

| Leia Também |

Você Conhece a História do Monumento do Farol? Assista!

| Sua mensagem aqui |

Enviar sua mensagem click AQUI
As mensagens são moderadas e passarão por análise antes de sua publicação.