sexta-feira, 29 de julho de 2016

Farol 134 anos em 29 de Julho

Vamos fazer um tour pelo Farol? 
Farol de São Thomé
Fotos: Fabiana Henriques
Monumento do farol na praia de Farol de São Thomé
A data de inauguração, 29 de julho de 1882, às 15:30 horas, foi escolhida especialmente para coincidir com o aniversário de 36 anos da Princesa Isabel. O idealizador do farol, o engenheiro francês Gustave Eiffel é o mesmo que participou da construção da Estátua da Liberdade em Nova Iorque e da Torre Eiffel de Paris
O monumento tem 45 metros de altura e 216 degraus. A guarnição do Farol de São Thomé é a responsável pelo serviço diário de acender e apagar  como também fazer observações meteorológicas e enviar ao Centro de Hidrografia da Marinha, em Niterói.

A importância do Farol se dá pela segurança que presta aos navegantes amadores e profissionais, por sinalizar a existência de elevações rochosas e extensas que ficam cobertas pela superfície d'água como corais e bancos de areia e que só podem ser observados bem de perto.


A localidade se formou em torno do farol, instalado pela Marinha no local, há cerca de 134 anos. O farol, que dá nome a localidade, é de origem francesa, funcionando no centro de um terreno em área militar. Sua estrutura de 45 metros de altura em ferro fundido não leva solda e antigamente a iluminação era feita utilizando querosene como combustível. 

Quando passou a ser feita a sinalização com utilização da energia elétrica, seus reflexos atingiam Santo Amaro. A lanterna era cercada de vidraça de cristal e equipada com lente de cristal na espessura de 3 centímetros com lâmpada de 1000 watts e emitia 8 faixas de luz que giravam em forma de leque e alcançavam 25 milhas (mais ou menos 46 km).

Com sua inauguração foi possível ser feito o tráfego marítimo  com maior segurança.

No ano de 1967, houve um incêndio na lanterna, o farol foi então substituído por outro de categoria inferior e seu alcance ficou reduzido a 19 milhas (mais ou menos 35 km). Na época de sua inauguração, funcionava a querosene, atualmente funciona com energia comercial, mas possui 2 geradores e ainda funciona a querosene como originalmente, se preciso. Ele acende de acordo com horário do pôr do sol e faz a volta completa em 68 segundos.  

Sua importância cresceu com a intensificação do tráfego de embarcações de apoio as plataformas submarinas de petróleo na área do Cabo São Thomé.

Cabo São Thomé
Náutico
Este famoso cabo, esquina onde todos os navios que se dirigem do norte ao Rio, Santos ou Buenos Aires passam, possui um longo banco de areia, chamado Banco de São Thomé, que se estende a umas 8 milhas da costa, e a linha de 20 metros de profundidade a umas 20 milhas.

O Cabo de São Thomé é uma península (um braço de terra que avança pelo mar, ligando-se ao resto do continente) que se localiza a cinquenta quilômetros a sudeste da cidade de Campos dos Goytacazes, foi formado por sedimentos depositados pelo Rio Paraíba do Sul. 

Foi avistado pela primeira vez por europeus em 1501 

Ao longo das expedições, os portugueses costumavam batizar os acidentes geográficos segundo o calendário com os nomes dos santos dos dias, ignorando os nomes locais dados pelos nativos. Em 1 de novembro (Dia de Todos os Santos), chegaram à Baía de Todos os Santos, em 21 de dezembro (dia de São Thomé) ao Cabo de São Thomé, em 1 de janeiro de 1502 à Baía da Guanabara (por isso batizada de "Rio de Janeiro") e no dia 6 de janeiro (Dia de Reis) à angra (baía) batizada como Angra dos Reis.
Porto - Náutico - Vila do Sol - Fotos: Fabiana Henriques
Foto: Tamar
O Farol também é área de alimentação para as cinco espécies que ocorrem no Brasil e de reprodução para a tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta).

O Tamar atua nessa região desde 1992. A base trabalha apenas durante a temporada reprodutiva, de setembro a março, monitorando cerca de 100km de praia, entre a foz do rio Paraíba do Sul e Farol de São Thomé, onde fica a principal área de reprodução. Protege cerca de mil desovas, com 80 mil filhotes por ano.

Esse litoral ainda preserva áreas de restinga e lagoas bem conservadas.

Fotos aéreas:  Fabiana Henriques
A localidade se formou em torno do Farol de São Thomé, instalado pela Marinha no local há cerca de 134 anos. O farol, que dá nome a localidade, é de origem francesa, funcionando no centro de um terreno em área militar.

Nos 40 km de sua orla estão plantadas casuarinas. Nossas casuarinas não são nativas, ao contrário do que muita gente pensa. Elas foram importadas da Polinésia e plantadas aqui há décadas. 

Mar - Suas águas mudam de cor conforme os ventos, sendo que, na maior parte do ano, sua tonalidade é cor da areia. É propícia para banhos e prática de surfe. Durante o verão há vasta programação de eventos culturais, esportivos e de lazer promovidos pela Prefeitura de Campos dos Goytacazes.

O Farol de São Thomé não é uma cidade e também não é um distrito. É apenas uma linda praia que não está a altura, com relação a desenvolvimento e infraestrutura, do petróleo que produz.
Cabo de São Thomé - Enorme banco de areia submerso, já fez a festa de diversos afundamentos de embarcações. Os pescadores mais antigos diziam que em dia de maré mais baixa, se viam várias sombras no fundo do mar e ainda a ponta de alguns mastros fazendo redemoinhos nas águas da superfície. Ninguém se arriscava a chegar mais perto com medo de ficar agarrado, comentavam.
Fotos: Fabiana Henriques
O Cabo de São Thomé, que faz parte de Campos dos Goytacazes, é bem perigoso e alguns capitães de embarcações, só acreditaram vendo. Sempre houve uma dinâmica costeira muito intensa naquela região. Os navios afundados naquele local nunca foram examinados por mergulhadores experientes, pois, segundo dizem, há uma forte convergência de correntes marítimas associadas à turbidez intensa das águas e com a presença de muitos tubarões. A realidade é que o local deve ter uma verdadeiro cemitério de embarcações e deve até ter a sobreposição de encalhes, onde prováveis galeões ou caravelas devem estar por debaixo de embarcações de períodos mais recentes. 

Há 25 milhas ao sul do Farol de São Thomé, encontra-se naufragado desde 19/07/1944, o navio 'VITAL DE OLIVEIRA'.

Durante a segunda guerra mundial, ele foi atacado às 23:55 com um torpedo na popa (U-861 torpedo alemão). Era um navio a vapor de 89 metros, que tinha como comandante o capitão de fragata: João Batista de Medeiros Guimarães Roxo. O ataque deixou um total de 100 mortos.
Latitude: 22º 29' S.
Longitude: 41º 9' W.
Foto: Site Resgate Vital
Ao largo do Cabo São Thomé existem outros navios, barcos, rebocadores e até veleiros naufragados. Entre eles estão:

ARGENTINA naufragado em 1821;

Veleiro BAIANO, naufrágio devido a vazamento em 1873, altura do Cabo São Thomé há 20 milhas da costa;

Veleiro EMPREHENDEDOR, perdeu sua vela e âncoras em 1873, entre o Açu e o Cabo São Thomé;

Rebocador MOGÍ, explosão e incêndio em 1920, ao largo do Cabo São Thomé - 21º 24 S / 40º 24' W;

Barco ROYAL STANDARD, da Inglaterra, naufragado em 1876;

CRIOULO, naufragado em 1828;

ITATIBA, naufragado em 1918;

Vapor NECO encalhe em 1924 no Banco de São Thomé ;

RIO CAPIBARIBE, naufragado em 1976;

ORIENTAL ARGENTINO, naufragado em 1827;



(Fonte: Naufrágios Brasil)

Você conhece a praia que cresceu em torno do monumento do farol, Farol de São Thomé?

 Lagamar
APA (Área de Preservação Ambienta)l do Lagamar, protegida por Lei Municipal desde 1993. Pedaço privilegiado do litoral serve como contraponto ao agito da praia, no período do verão. A APA do Lagamar é um local tranqüilo, adequado para andar de pedalinho e caiaque bem como praticar windsurfe e barco à vela. Possui 12 quiosques e estacionamento para 80 veículos.
Fotos Fabiana Henriques
XEXÉ
Uma das principais importâncias ecológicas desse ecossistema é o de servir de refúgio para espécies ameaçadas de extinção, como por exemplo, o sabiá da praia (Mimus gilvus) e a preguiça de coleira (Bradypus torquatus). Além disso, a Restinga do Xexé é área de desova da tartaruga marinha cabeçuda (Caretta caretta).

A região possui ainda uma importância sócio-ambiental e econômica, uma vez que se encontra ali uma grande quantidade de indivíduos da espécie Schinus terebinthifolius (aroeira), espécie essa cujos frutos possuem valores altos no mercado externo e podem ser uma alternativa de desenvolvimento sustentável para a população local se for bem orientada seu extrativismo.
Fotos Fabiana Henriques
O farol registra em seu entorno muitas estórias, histórias e curiosidades. Foi ele, o "Gigante Vermelho", que observou o surgimento de uma comunidade ao seu redor, e que serve como ponto de referência para os navegantes.

Em 29 de julho, completando seus 134 anos. 
PARABÉNS farol do nosso lindo Farol!




Por Fabiana Henriques

Um comentário:

  1. Parabéns pelo texto e pelas fotos. Bom saber mais informações sobre minha querida praia.

    ResponderExcluir

Deixe-nos Sua Mensagem! Seja Sempre Bem Vindo(a)!

| Notícias |

Curta a Nossa Fan Page No Facebook
Curta nossa página no Facebook e fique por dentro em primeira mão... Notícias, Dicas de Eventos, Curiosidades, Notas de Utilidade Pública e Muito Mais! De janeiro a janeiro, o ano inteiro com você! Portal da Praia Farol de São Thomé - www.praiafaroldesaothome.com.br - “A gente se encontra aqui!"

| Geral |

| DESTAQUE |

Previsão de ressaca e ondas de até 2,5 metros no RJ. Chuvas Intensas para nossa região

Foto: Silvana Rust Um forte ciclone extratropical associado a uma frente fria que avança entre as costas do Sul e do Sudeste do Brasi...

| Leia Também |

Você Conhece a História do Monumento do Farol? Assista!

| Sua mensagem aqui |

Enviar sua mensagem click AQUI
As mensagens são moderadas e passarão por análise antes de sua publicação.