sexta-feira, 14 de março de 2014

Ato Público no Farol marca treze anos de acidente da P-36 na Bacia de Campos

(Foto: Divulgação/ Sindipetro-NF)
O protesto, que suspendeu voos para embarques nas plataformas, aconteceu no Heliporto de Farol de São Thomé

Petroleiros realizaram na manhã desta sexta-feira (14 de março), no Heliporto do Farol de São Thomé, um Ato Público para lembrar a passagem dos 13 anos da explosão e afundamento da plataforma P-36, na Bacia de Campos. O acidente causou as mortes de 11 trabalhadores da brigada de emergência, em 14 de Março de 2001.

Organizado pelo Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), o protesto manteve os voos para embarques nas plataformas da região suspensos no período das 8h às 10h.

Cerca de 70 trabalhadores participaram da manifestação, além de dirigentes sindicais, pensionistas e parentes de vítimas de acidentes de trabalho. 

Para Marilena Sousa, viúva do petroleiro Josevaldo Dias de Sousa, morto na P-36, participar do Ato Público é uma forma de alertar os mais jovens sobre a necessidade de defender a segurança no trabalho.

"É comum que os jovens se considerem imortais, que acreditem que acidentes só acontecem com os outros", afirmou Marilene, que possui um filho, de 25 anos, que atualmente trabalha embarcado. Ela continua a viver a apreensão pela sua volta segura para casa.

Além de Marilena, a viúva do petroleiro Emanuel Portela Lima, outro trabalhador morto na P-36, Luzineide Santana Lima, participou do protesto e deu o seu depoimento. "Estou aqui em memória do meu esposo, que sequer tive como sepultar. Eu olho para o mar e vejo o túmulo dele", disse.
Luzineide, Paulo e Marilena, familiares de petroleiros mortos na P-36
 O técnico de química Paulo José dos Santos, irmão do petroleiro Sérgio dos Santos Souza, que também perdeu a vida na P-36, fez um apelo aos trabalhadores, para que estejam atentos ao tema da segurança todos os dias, de forma a evitar uma nova tragédia.

Acidentes

Segundo dados da FUP (Federação Única dos Petroleiros), desde 1995, ocorreram 330 mortes por  acidentes de trabalho no Sistema Petrobras, estando, entre eles, 266 trabalhadores terceirizados e 61 de efetivos.  

Na Bacia de Campos, ocorreram 126 óbitos de 1998 até 2013, sendo que 88 foram de terceirizados e 38 de empregados da Petrobras. Apesar do grande número de subnotificações de acidentes (casos não registrados, ou registrados parcialmente), o Departamento de Saúde do Sindipetro-NF recebeu um registro de 1563 Comunicados de Acidentes de Trabalho em 2013, uma média de quatro acidentes por dia.

Os dirigentes sindicais fizeram apelos aos petroleiros para que mantenham o sindicato informado sobre as condições inseguras de trabalho. "Nós conseguimos as interdições de diversas plataformas desde 2010 em razão da participação dos trabalhadores, que fizeram seus relatórios de pendência de segurança e enviaram para a entidade. Documentados, nós partimos para a pressão sobre os órgãos fiscalizadores e cobramos providências. Infelizmente, mesmo depois da tragédia da P-36, a cultura de insegurança da Petrobras não mudou", afirmou Luiz Carlos Mendonça, diretor do Sindipetro-NF que abriu a sequência de pronunciamentos dos sindicalistas.

Além de Mendonça, participaram do Ato Público os diretores sindicais Valdick Sousa, Marcelo Abrahão de Mattos, Valter de Oliveira, Francisco José, Aldir Vieira e Marcos Breda. O coordenador geral do sindicato, José Maria Rangel, não esteve na manifestação em razão da sua participação, em outro local, de reunião sobre a situação da plataforma P-62, onde estava sendo discutida a interdição da unidade.








Sindipetro - NF / [Fotos: Mary Chrisóstomo]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe-nos Sua Mensagem! Seja Sempre Bem Vindo(a)!

| CLIQUE e Saiba Mais |

| CLIQUE e Saiba Mais |
01, 02 e 03 de Dezembro

| Notícias |

Curta a Nossa Fan Page No Facebook
Curta nossa página no Facebook e fique por dentro em primeira mão... Notícias, Dicas de Eventos, Curiosidades, Notas de Utilidade Pública e Muito Mais! De janeiro a janeiro, o ano inteiro com você! Portal da Praia Farol de São Thomé - www.praiafaroldesaothome.com.br - “A gente se encontra aqui!"

| Geral |

| DESTAQUE |

CÚPULA DA CACHAÇA - Barra Velha Prata e Premium entram na lista das '250 Cachaças Mais Queridas do Brasil' e seguem no Ranking

Foto: Fabiana Henriques A primeira fase do III Ranking Cúpula da Cachaça – o Voto Popular – demonstrou, mais uma vez, como a produção ...

| Leia Também |

Você Conhece a História do Monumento do Farol? Assista!

| Sua mensagem aqui |

Enviar sua mensagem click AQUI
As mensagens são moderadas e passarão por análise antes de sua publicação.